Dicas para usar a base de dados em campanhas online

· PATYMARKETING
Autores

Dicas para usar a base de dados

Para alcançar resultados rentáveis e longevos no relacionamento online, as ações de marketing são fundamentais. No entanto, é preciso levar uma série de coisas em conta, como layout, entregabilidade, boas práticas e, principalmente, a base de dados, quem deve ou não receber sua mensagem, quem você quer atingir.

Para auxiliar em como usar a base de dados a seu favor na hora de focar as ações de e-mail marketing, relaciono algumas dicas que podem ser fundamentais para garantir um bom retorno nessas ações:
Foco no opt in: A base de “opt in” é aquela base que solicitou ou aceitou a inclusão no banco de dados para o recebimento das campanhas de e-mail marketing. As bases opt in costumam ter um índice até três vezes maior de taxa de abertura do que um e-mail marketing enviado para uma base não trabalhada. Leve promoções e ações especiais para esses usuários. A possibilidade de conversão é bem maior.
Mapeie sua base: É preciso conhecer profundamente seu banco de dados. Busque um contato maior com seus usuários, faça perguntas, trace um perfil. A partir daí, tenha um gerenciamento sobre seus contatos. É possível saber quem reportou mensagens no antispam, quem deu opt in, quem deu opt out, quem interage e quem não interage. Tudo deve ser mapeado. Assim você evita que suas campanhas caiam em black lists ou que seu usuário ativo recebe ofertas pouco interessantes.
Horário de envio: A maior taxa de abertura de e-mails marketing é para aqueles que foram recebidos entre 13hs e 16hs. Os disparos efetuados durante a madrugada dificilmente são destacados dentre outras dezenas de mensagens. Priorize enviar os e-mails para sua base principal no horário com maior aceitabilidade e taxa de abertura.
Apure a base: Se você possui um banco de dados que ainda não foi profundamente trabalhado, busque conhecer melhor os usuários e a partir daí trate de dar focos diferentes. Crie conteúdo atrativo para aqueles que mais interagiram com sua campanha, tente chamar a atenção daqueles que ocasionalmente se interessam pelo seu conteúdo.
Segmentar e segmentar: Não basta dividir a base entre opt in, os que interagem muito e os que pouco interagem. É preciso ir além na segmentação, é necessário encontrar o que o cliente quer. Então crie bases específicas para categorias de preferências dos usuários.
Por Kedma Lage Carvalho, gerente de Contas Estratégicas da ZipCode

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: