Pequenas empresas nas redes sociais: invista no planejamento

· PATYMARKETING
Autores

Não é incomum ouvir de um representante, principalmente no caso das companhias de pequeno porte, que a “empresa está nas redes sociais”. Gestores enchem o peito para dizer que a participação inovadora de sua empresa nas redes sociais mostra o quanto ela está à frente do seu tempo. Porém em alguns casos, a falta de planejamento pode ser crítica e acabar por sujar o nome da empresa, fruto algumas vezes da própria ingenuidade.
Você não precisa ser macaco velho nas redes para entender que a geração de conteúdo  é base para a interação entre marca e público no mundo digital. Mas é preciso ter uma veia quase maliciosa sobre o que é conteúdo e o que é conteúdo relevante para o público. Gerar conteúdo e interagir passa muito longe de colocar um estagiário para escrever no Twitter que a empresa fechou um novo contrato ou, então, floodar o Facebook com anúncios.

 

Com um pouco de planejamento podemos construir uma marca muito mais interessante na rede, evitar constrangimentos e sair da coxinha. Acredito que há três pensamentos que a empresa precisa relevar antes de se jogar no mar das redes sociais:
“Somos capazes de gerar conteúdo relevante?” – Estamos falando de mão-de-obra. Existem condições de colocar alguém com formação e visão suficientes para escrever? O estagiário cursando o primeiro ano de jornalismo pode escrever muito bem, mas ele conseguiria escrever para nosso público formado principalmente por arquitetos e decoradores?
“Quem é o nosso público?” – Nem sempre o público é composto por aqueles que se identificam com a marca, mesmo não sendo diretamente clientes. Começar por um público que já gosta de sua marca pode ser um bom começo. Do que o público gosta? O que ele faz? Quais outros blogs ele acessa? Até mesmo uma pequena pesquisa em perfis do Facebook de possíveis fãs pode esclarecer essas dúvidas.
“Qual será nossa cara nas redes? – Sua marca precisa se manter íntegra com os princípios pelos quais preza. Sem um processo de branding, cada funcionário e cada sócio tem uma marca diferente na mente. Qual dessas facetas podemos utilizar? O que o nosso público espera ver? Temos condições de surpreende-lo?
Por Chris Falaster, estudante de publicidade, assessor de marketing e blogueiro. @chrisfalaster

Acesse o Artigo Original: http://www.blogmidia8.com/2012/02/pequenas-empresas-nas-redes-sociais.html#ixzz1maXlXVii

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: