Twitter vende tuites e informações básicas de usuários para duas empresas

· PATYMARKETING
Autores

DataSift e Gnip reunirão mensagens, as analisarão e depois as oferecerão a corporações. “Centenas já estão na lista de espera”, afirma CEO.

Duas empresas, a britânica DataSift Inc e a norte-americana Gnip Inc, receberam permissão do Twitterpara analisar os tuites e as informações básicas compartilhadas pelos usuários. A primeira reunirá dados dos últimos dois anos enquanto que a segunda ficará continuamente com os últimos 30 dias.

A rede social não informou como esses dados serão utilizados ou detalhes da negociação. Recentemente, a plataforma também os liberou para Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos, com a condição de que não fossem usados com intuito comercial e que só seriam repassados seis meses após a publicação no portal.

“À medida que o Twitter cresce, essa questão se torna mais importante”, afirmou Graham Cluley, consultor de tecnologia para a companhia de segurança Sophos, em entrevista à agência Reuters. “As empresas da Internet já sabem que sites visitamos, quais anúncios nos chamam a atenção e o que compramos. Pouco a poucos, elas estão descobrindo o que pensamos, e isso é perturbador”.

É isso que a DataSift Inc pretende oferecer. Segundo seu CEO, Rob Bailey, mais 700 de empresas estão na lista de espera para adquirir suas descobertas. Elas poderão, por exemplo, visualizar tuites sobre um determinado tópico ou de acordo com a localização geográfica. Dessa forma, uma rede de restaurantes poderia descobrir por que seu novo prato fez tanto sucesso em uma cidade, mas foi mal recebido em outra.

Leia mais: Usuários passam mais tempo no Facebook do que em todas as outras redes juntas

A Gnip, por outro lado, afirma queos pacotes de curto prazo a que terá direito também serão úteis para ajudar as autoridades públicas, no sentido de monitorar o quanto uma doença está se disseminando ou onde será preciso procurar as pessoas para resgatá-las de um desastre natural.

Os tuites privados ou apagados não serão entregues. Dessa forma, as duas companhias terão à disposição mensagens que qualquer outra pessoa poderia visualizar. Possivelmente, porém, a DataSift conseguirá atualizações que não são mais exibidas ao usuário comum, já que há um limite de tuites mostrados por perfil – mesmo os próprios autores dos comentários perdem o acesso a eles.

O Twitter exige que as companhias atualizem constantemente seu banco de dados. Assim, caso você não queria que armazenem seus tuites, basta apagá-los ou restringi-los a quem você seguir ou te seguir. Ainda não há informações se o acordo com a DataSift e a Gnip valem globalmente ou apenas para os países em que atuam.

Por IDG NOW

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: