Como controlar os cliques de uma campanha por CPC?

· PATYMARKETING
Autores

Quando uma campanha por CPC (Custo por Cliqueé realizada, controlar a quantidade de cliques, sua proveniência e verificar se os cliques contabilizados e cobrados foram realmente válidos é uma dificuldade encontrada pela grande maioria das pessoas.

De uma forma geral, os comparadores de preços, além de outros sites que cobram por clique, já disponibilizam uma área reservada que permite ver quantos acessos ao produto foram feitos em um período especificado. É muito importante verificar periodicamente se entre os produtos mais clicados tem algum que não esteja disponível em estoque ou que não esteja entre aqueles que vão receber investimento muito significativo. No Kuantokusta, por exemplo, na página inicial da Central de Negócios, temos os top5 mais clicados, além das categorias mais populares, o que nos ajuda a não sermos pegos de surpresa se houver uma maior demanda.

Mas como saber se esse link é proveniente de um computador ou de um robô? Ou até mesmo de um concorrente querendo prejudicá-lo? E por que não pensarmos até mesmo em pessoas menos pacientes, que não conseguem aguardar o processamento e acabam clicando mais de 10 vezes na mesma oferta? Uma dica para quem planeja uma campanha por CPC é solicitar periodicamente um relatório mais detalhado, com os horários e os IPs dos cliques da campanha. Se os cliques cobrados forem únicos e se houver um controle rígido de verificação, a campanha sempre terá o melhor aproveitamento possível, trazendo mais conversão e retorno do investimento.

Alguns sites, entre eles o Kuantokusta, possuem a tecnologia “Clique Inteligente”, que automaticamente bloqueia todos os robôs no sistema de contabilização, legitimando apenas um clique por hora e por produto. Desta maneira, é mais fácil detectar e evitar possíveis problemas na campanha de uma maneira eficaz e transparente.

É muito importante que se tenha em mente que o sucesso dessas campanhas não depende apenas do dinheiro investido, mas também de saber entender e absorver as informações que se tem por meio delas.

Tags: 

CategoriaCases / E-CommerceNews

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: